quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Press Release

"Presidente da ASAE apanhado a fumar uma cigarrilha no Casino Estoril às 2.30h da manhã do dia 1."

Pois é, estava a demorar a queda da nódoa no melhor pano! A não ser que haja na lei uma excepção para os fumadores de cigarrilhas, de hora em diante a aplicação de multas aos infractores será como em todas as outras circunstâncias: moralista sem moral!

4 comentários:

miteka disse...

ora,ora, nada de estranho!!
tal facto está profundamente enraizado na nossa cultura e nas nossas tradições: "olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço"!

Márcio Branco disse...

Por acaso foi bem apanhado sim senhor, "A mulher se césar não basta ser séria, tem de parece-la também".
Aqui é igual, é de cima que se dá o exemplo e apesar de muitos portugueses terem prevaricado nessa noite, o responável desse organismo deveria sem dúvida ter dado o exemplo.

Anônimo disse...

Não pá, parece que em casinos e salas de jogos a lei não pode ser aplicada... À boa meneira portuguesa há sempre a tais fugas, entrelinhas, buracos, virgulas, etc. ...

o idiota disse...

Não há ligação entre o facto de se tratar do presidente da ASAE e o facto de ser moralista no que respeita à lei anti-tabaco. A lei é do interesse de todos (excluindo apenas egoístas) apesar da imagem que se tenta criar de perseguição. A expressão usada, "moralista sem moral", quanto à aplicação das multas de agora em diante não faz sentido pois serão aplicadas com toda a justificação independentemente de quem for apanhado.