terça-feira, 29 de abril de 2008

Press Release

"Pai admite abusos da filha enclausurada por 24 anos."

Descrever a monstruosidade, os requintes de malvadez, a frieza, a perversidade seria homenagear o autor, mas nada dizer seria uma grande injustiça para a(s) vítima(s).

Infelizmente não há limites para o que de pior tem a natureza humana.

Um comentário: