segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Férias

Vila Praia de Âncora é para os nossos emigrantes em França, o mesmo que Sanxenxo para os portugueses. A maioria dos que conduzem carros de matrícula francesa são reincidentes nas férias de Agosto; pela facilidade com que se relacionam, dir-se-ia que quase todos se conhecem.

Para quem não puder viajar para o estrangeiro é um bom destino para a aprendizagem de outros hábitos e de um Francês sem limites e regras, numa espécie de versão gaulesa de um Português-pós-Acordo-Ortográfico.

Os nossos valorosos emigrantes apresentam uma particularidade: são todos casados com mulheres francesas que não falam o idioma dos respectivos maridos, estão a praticar a língua do país que os acolheu, ou simplesmente sofrem de amnésia. É que não se ouve falar português e sim uma algaraviada de açorda de "salut" com "bem já aqui" condimentada com "Jean Pierre" e polvilhada de "bóra almoçar", numa mistura tão fluída e harmoniosa quanto os engarrafamentos matinais da Calçada de Carrixe.

Ao desfilar em Sanxenxo no enorme "Calçadão", que todas as estâncias balneares que se prezem devem ter, fartei-me de levantar o braço, acenar a cabeça e dizer "olá", porque encontrei mais portugueses conhecidos do que passeando na Foz do Porto e revi amigos que há muito não via! Até fui cumprimentado por gente que apenas conhecia de vista do ginásio e que nunca me dirigiu a palavra, mas que ali, longe de casa, desfez-se em sorrisos. É estranho, mas uma hábito bem português!
Aprendi, que para passar despercebido deveria ficar em casa!
Estive lá apenas uma vez há anos e não volto tão cedo; fiquei imune a longo prazo. É como a vacina da Febre Amarela, que nos defende durante dez anos! Certamente que um dia destes voltarei, quando estiver a precisar de um banho de multidão!

Um comentário:

Jorge Santos disse...

Ao ler este Post, parece que estou a reviver a mesma situação de há uns anos atras nuns dias de férias de pascoa em Sanxenxo. Ouvi na altura naquela marginal da praia mais vezes o meu nome e chamavam por mim, do que num fim de semana normal ouço numa esplanada da Ribeira, na Foz, ou nas esplanadas das praias de gaia! Pensei para comigo: Estes teriam sido uns óptimos dias para ficar anónimo e tranquilo no Porto a descansar... Também ainda não voltei lá, mas apenas porque gosto de conhecer outros "Pousos". Depois de sanxenxo, ja fui mai duas vezes à Galiza de Vigo a La Corunha passando por Santiago.
Cumprimentos